Cadastros

Folha de Pagamento: Funcionários


Dados Cadastrais 

São os dados cadastrais do funcionário, tais como, endereço, documentação, data de nascimento, etc. que servirão para emissão de relatórios, da ficha de registro, dentre outros. Preencha com os dados corretos e completos nos campos solicitados pelo sistema.

 

Dados Complementares 

São os dados usados para as exportações de informações à SEFIP, CAGED, RAIS...

Situação para RAIS: Iremos selecionar qual a situação deste funcionário para a exportação da RAIS.

 

Admissão RAIS: Indicar se trata-se do primeiro emprego ou se o funcionário teve um emprego anterior.

 

Movimentação Caged: Indicar se trata-se do primeiro emprego ou se o funcionário teve um emprego anterior.

 

Vínculo Empregatício: Indicar o vínculo empregatício do funcionário. Lembrando que menor aprendiz o vínculo – 55 e diretor usamos o vínculo 80.

 

Tipo Admissão I (Sefip/Fgts): Indicar o tipo de admissão para a Sefip, podendo ser diretor não empregado, trabalhador rural, menor aprendiz, outros.

 

Tipo Admissão II (Sefip/Fgts): Indicar se o funcionário teve um emprego anterior ou se trata-se do primeiro emprego, ou casos de transferência.

 

Ocorrência: Campo onde podemos informar que o funcionário tem 1 ou mais de 1 vínculo empregatício.

 

Categoria: Indicar a categoria do funcionário para a Sefip. Lembrando que empregado pelo regime CLT comum deve ser a categoria: [01], empregado doméstico a categoria: [06], menor aprendiz a categoria: [07], Pro-Labore a categoria [11], autônomos as categorias: [13 ou 15], dentre outras.

 

Pagamento: Iremos informar a forma de pagamento do funcionário, podendo ser: Relação Bancária, Arquivo Magnético/Transferência (quando utilizar layouts bancários), Dinheiro, Cheque, Arquivo Magnético/Doc (quando utilizar layouts bancários). Informar a seguir o banco, agência e conta corrente do funcionário. E selecionar o tipo de conta, podendo ser, corrente, salário ou poupança.

 

 

Outras Informações: Informar o número do registro que o funcionário tem no livro ou ficha de registro. Temos outros campos como: Data do Casamento, Data de Opção do VT, Registro no Seconci (Sindicato de Construção Civil), Se o trabalhador é interno ou externo, etc.

 

Exames Médicos / Segurança: Informar nestes campos a data do exame médico admissional, periódico, demissional, Número de meses para a Renovação, data do treinamento e a data da participação no Cipa.

 

Dependentes 

  O cadastro dos pais e dependentes pode ser realizado no cadastro do funcionário bem como na tela de (Arquivos / Funcionário / Dependentes), esta tela servirá para os cálculos de salário família (Filhos até 14 anos de idade) e desconto de dependentes de IRRF. Por este motivo a data de nascimento, situação e parentesco devem ser preenchidas.

Situação: O usuário irá selecionar entre: Normal (sempre dependente de IRRF), Invalidez Permanente, Cursando Nível Superior (filhos acima de 21 anos e até 24 anos que cursam nível superior), Não dependente de IRRF, Doença Crônica. Para o controle do salário família coloque a data do nascimento correta para que o sistema gerencie a exclusão do dependente automaticamente quando este completar os 14 anos de idade.

Para o cadastro dos pais selecione a situação “Não dependente” e o parentesco “Pai” ou “Mãe”, é desse cadastro que o sistema leva as informações da mãe para a emissão do Termo de Rescisão, Arquivo do NIS.

 

Beneficios 

Nesta aba iremos selecionar quais os benefícios que o funcionário recebe pela empresa. Verificar o cadastro de benefícios.

 

Afastamentos 

Pode ser informado também na tela: (Arquivos / Funcionários / Cadastros / Afastamentos).

Nesta aba o usuário irá informar dados de afastamento, como por exemplo: Afastamento por Licença Maternidade, Afastamento por Doença, Afastamento por Acidente de Trabalho, dentre outros. Precisamos informar a data de início, motivo do afastamento, data de retorno e código (quando houver). O campo de estabilidade é usado para controle da empresa para saber o período que o funcionário não pode ser demitido.

 

Férias 

Pode ser informado também na tela de (Pagamentos/Férias/Programação) . Nesta aba o usuário irá realizar as novas programações de férias, ou informar as programações anteriores que constam em C.T.P.S. (Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Para informar novas programações, deve-se selecionar o período aquisitivo, pressionar o [Enter] e digitar os dados solicitados pelo sistema, como por exemplo, Dias de Licença Remunerada, Dias de Gozo (descanso), Período de Gozo, Dias de Abono, Período de Abono, Data de Pagamento das Férias, Data do Aviso de Férias, Adiantamento de 13º em Férias, Férias Coletivas.

Para informar programações de férias anteriores que constam em C.T.P.S. , além dos campos citados deve-se preencher o campo “Calculado em” informando Mês e Ano. Atenção o campo calculado somente deverá ser informado quando tratar-se de férias anteriores, das quais não desejamos o cálculo no sistema apenas a informação do descanso.

 

Calculo Programado 

É o local onde informaremos ao sistema os eventos fixos que iremos pagar ou descontar do funcionário. Pode ser criado de forma geral para mais de uma empresa, funcionário, sindicato, regimes empregatícios, etc, ou pode ser inserido individualmente por funcionário nesta aba.
(Arquivos / Funcionários / Cadastros / Funcionários – Aba Cálculos Programados)

Deve ser inserido um evento de pagamento ou de desconto com: referência, percentual ou valor. Os campos “mínimo” e “máximo” só devem ser preenchidos se, por exemplo, o evento que estamos programando seja uma contribuição calculada sobre 1% do salário base e o sindicato determina um valor mínimo e máximo a ser descontado. Nos campos “início” e “final” indique o período em que esse evento será processado em folha, estes campos são obrigatórios, por isso quando o evento não tiver uma data de “término”, orientamos a colocar uma competência futura, como por exemplo: (12/2099). A seguir selecione os meses em que farão parte do cálculo.

O campo “Existindo um evento” e “Não existindo um evento” tem a seguinte funcionalidade: Suponhamos que o sindicato determine descontar todo mês R$ 30,00 da remuneração do funcionário a título de contribuição assistencial, porém o sindicato determina que no mês em que a empresa desconte a contribuição sindical anual, não tenho o desconto da contribuição assistencial. Para isso o usuário deveria selecionar o campo “Não existindo o Evento” e informar o evento “508 – Contribuição Sindical Anual”.

(Arquivos / Tabelas / Cálculos Programados) - Geral

Informe um código disponível para utilização, coloque uma descrição, de preferência uma que se identifique facilmente a que se refere esse código criado. Passar pelo campo “Existindo Evento” dando [Enter], em seguida aperte a tecla [Insert] e determine a empresa e o funcionário (Se forem para todos os funcionários deixe o campo vazio). Caso seja para um determinado local ou sindicato, deixe o campo funcionário em branco e indique o sindicato ou local a que se refere. Feita a seleção clique em [Confirma] e em seguida em [Voltar].

Na sequência clique na aba “Eventos” que se abrirá ao lado da aba Filtros, clique em [Insert], indique o código do evento que irá ser incluso e determine a referência ou percentual ou valor. Os campos “Mínimo” e “Máximo” só devem ser preenchidos se, por exemplo, o evento que estamos programando seja uma contribuição calculada sobre 1% do salário base e o sindicato determina um valor mínimo e máximo a ser descontado. Nos campos “Início” e “Final” indique o período em que esse evento será processado em folha. Selecione os meses em que fará parte do cálculo, clique em [Confirma], em seguida [Voltar] e por fim [Gravar].      

 

 Ocorrências  

Nesta aba serão selecionadas quais queres ocorrências que o funcionários tiverem. O cadastro destas ocorrências deve ser realizado em: Arquivos/Tabelas/Ocorrências  exemplo advertências para funcionários, suspensões dentre outras.



Esta página foi útil?
Sua avaliação sobre este conteúdo é muito importante para nós.