Histórico da Empresa

Escrita Fiscal: Arquivos


Nesta tela o usuário irá definir toda a configuração tributária da empresa e percentuais de maneira anual.

Coloque a informação no 1º mês e passe com o [Enter] para que o sistema preencha automaticamente nos meses seguintes. Abaixo listamos os campos relacionados ao sistema da escrita fiscal.

 

 

Simples Federal e Estadual   

Nestes itens o usuário irá informar se a empresa pertence ao regime tributário do Simples, para isso deve selecionar dentre as opções: “Não Optante”, “M.E.”, “E.P.P.”

 

Apuração do Icms   

Informação para empresas que recolhem o ICMS. Selecionar qual o tipo de apuração da empresa, como por exemplo: RPA (Regime Periódico de Apuração, ME (Micro Empresa), Não Apura (Não contribuinte do Icms).

Observação: Quando a tributação da empresa está enquadrada no Simples Nacional e a empresa estiver tributada no anexo 1 – Comércio, devemos preencher o campo como ME.

 

Apuração do Ipi   

Informação para empresas que recolhem o IPI. Selecionar qual o tipo de apuração da empresa, como por exemplo: Decendial, Quinzenal, Mensal, Não Apura.

Observação: Quando a tributação da empresa está enquadrada no Simples Nacional e a empresa estiver tributada no Anexo 2 – Indústria, devemos preencher o campo como Mensal.

 

Apuração do Iss   

Informação para empresas que recolhem o ISS. Selecionar “Sim” ou “Não”. Empresas prestadoras de serviços.

Observação: Quando a tributação da empresa está enquadrada no Simples Nacional e a empresa estiver tributada no Anexo 3, 4, 5 ou 6 – Serviços, devemos preencher o campo como “Sim”.

 

Apuração do Irpj   

Informação para empresas que recolhem os impostos IRPJ e CSLL. Selecionar qual a periodicidade dessa apuração: “Mensal” ou “Trimestral”.

Observação: Quando a tributação da empresa está enquadrada no Simples Nacional para o sistema não interfere este campo.

 

Tributação do Lucro    

Informar qual é a tributação do lucro da empresa, dentre as opções: Lucro Real, Lucro Presumido, Lucro Arbitrado, Simples Nacional, dentre outras. 

 

Valor da Estimativa   

Utilizado para empresa que no passado recolhiam os tributos por um valor de estimativa mensal. Atualmente este campo não deve ser utilizado, podendo ser preenchido com zeros. 

 

% Pis    

Informar o percentual correspondente ao PIS (Programa de Integração Social).  

 

% Cofins   

Informar o percentual correspondente a COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). 

 

% Irpj   

Informar o percentual correspondente ao IRPJ (Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas). No sistema deve ser preenchido somente pelas empresas da Tributação Lucro Presumido. A Alíquota informada para o IRPJ deve ser a Alíquota da Base para presumir o lucro.

 

% Csll   

Informar o percentual correspondente a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido). No sistema deve ser preenchido somente pelas empresas da tributação lucro presumido. A Alíquota informada para a CSLL deve ser a alíquota da base para presumir o lucro. Segue exemplo:

- 12% - Atividades de comércio, indústrias, dentre outros;

- 32% - Prestadores de serviços, dentre outros.

A alíquota de 9% o sistema já tem configurado internamente, por isso, não precisamos informar. Quando o sistema for apurar o imposto ele buscará o valor do Faturamento e multiplicará pela alíquota da base para encontrar o lucro presumido. Após isso multiplicará o Lucro por 9% para apurar o CSLL.

 

% Patrimônio de Afetação 

Informar o percentual do Darf de Patrimônio de Afetação. Somente para empresas do ramo de atividade de incorporações imobiliárias deverão preencher, as demais empresas podem deixar como zero.

 

Faturamento Total 

Informação utilizada somente para empresas com desoneração sobre a folha de pagamento. A digitação manual do faturamento total do mês nesta tela somente será feita caso não tenha controle por notas fiscais. 

 

Faturamento Darf Prev.​ 

Informação utilizada somente para empresas com desoneração sobre a folha de pagamento. A digitação manual do faturamento com desoneração nesta tela somente será feita caso não tenha controle por notas fiscais. 

 

Simples Nacional 

Neste item o usuário irá informar se a empresa pertence ao regime tributário do simples nacional, para isso deve selecionar dentre as opções: “Não Optante”, “M.E.”, “E.P.P.”, “M.E.I. – Micro Empreendedor Individual.

 

Simples Nacional de Serviços  

Caso a empresa tenha atividades de serviços e se enquadre no regime tributário do simples nacional, informar qual o anexo/tabela de serviços ou se necessário informar mais de 1 tipo de anexo de serviço simultâneo.

 

 Outras Atividades

Item destinado as empresas do simples nacional com atividades diferenciadas. Das opções para seleção temos: locação de bens móveis, transporte intermunicipal/interestadual, escritórios contábeis, incidência simultânea IPI/ISS, serviços de comunicação.

 

Fator R 

Destinado também para as empresas tributadas no simples nacional, especialmente no Anexo 5. Este anexo deve apurar o DAS efetuando um cálculo entre a folha de pagamento dos 12 últimos meses com o faturamento da escrita fiscal dos 12 últimos meses. Deve-se escolher entre: acumulado folha (sistema da folha de pagamento irá levar os dados para a escrita fiscal automaticamente) ou selecionar qual foi o Fator R apurado manualmente no mês.

 

Valor do ISS Fixo 

É aquele determinado por Estados, Distrito Federal e Municípios, inclusive por regime de estimativa ou arbitramento, para recolhimento do ICMS ou ISS, para Microempresa (ME) que aufira receita bruta no ano-calendário anterior (RBAA) de até R$ 120.000,00, ficando esta sujeita ao valor fixo durante todo o ano-calendário. Caso a empresa tenha atividades de serviços e se enquadre no regime tributário do Simples Nacional, informar o valor caso tenha ISS fixo.

 

Regime de Tributação do PIS/COFINS 

Selecionar qual o regime de tributação do PIS/COFINS, cumulativo (não aproveita de créditos) e não-cumulativo (aproveita de créditos).

 

Critério de Escrituração/Apuração das DARF’s 

Selecionar entre o regime caixa ou competência. Regime competência é o por mês, já o regime caixa sistema controla da seguinte forma: Soma o valor das notas fiscais “a vista” + o valor das notas fiscais a prazo (data de pagamento da duplicata) que tiveram o recebimento no mês.

 

Ativa na Competência 

Informar “Sim” ou “Não” e em seguida pressionar o botão [Enter] para que seja configurado nos meses seguintes.

 



Esta página foi útil?
Sua avaliação sobre este conteúdo é muito importante para nós.